SEXAGEM DE AVES POR DNA

MANUAL DE COLETA

Clique aqui para baixar nosso manual


A sexagem de aves por DNA é uma metodologia prática e precisa que utiliza penas ou sangue para a identificação genética do sexo da ave com precisão de até 99,99%.


Considerações iniciais:

Antes de começar a extração do material biológico (penas ou sangue), identifique e preencha corretamente os dados solicitados no kit de coleta com especial atenção aos itens obrigatórios, pois sem eles não é possível executar o exame.

Com os kits devidamente identificados, vamos para a fase da coleta do material biológico:


Coletando penas:

1. Com a ave sob controle, arranque 6 penas da região da cloaca ou 14 penas do peito;

2. Cole as penas no kit evitando tocar os bulbos das penas nas mãos, pois é ali que se encontra o DNA;

3. Obedeça a instrução de posição das penas conforme orientação do kit, lembrando que os bulbos NÃO devem tocar a fita adesiva, pois é nele que se encontra o DNA;

4. Importante ressaltar, que os kits são individuais, ou seja, devem conter as penas de uma única ave;

5. Feche o kit conforme orientação constante no mesmo.


Coletando sangue cortando a unha da ave: 

1. Com a ave sob controle, examine a unha certificando-se que ela esteja limpa. Se necessário, utilize um algodão com álcool para fazer a limpeza da área;

2. Com uma tesoura ou um cortador de unhas, limpos com álcool, corte uma pequena porção da unha (aproximadamente 1/3 da unha), o necessário para atingir o vaso sanguíneo e produzir uma gota de sangue.

3. Após o corte da unha, encoste a parte do kit reservada para receber o sangue na ponta da unha cortada massageando delicadamente o pé da ave até que uma gota de sangue flua e pingue no papel;

4. Normalmente 3 gotas são suficientes, não é necessário preencher completamente com sangue o círculo no kit;

5. Deixe o material secar À SOMBRA e NATURALMENTE por pelo menos 30 minutos. Para finalizar, dobre o kit nas marcações indicadas protegendo o material biológico.


Coletando sangue utilizando agulha de insulina: 

1. Com a ave sob controle, examine os dedos e planta da pata certificando-se que ela esteja limpa. Se necessário, utilize um algodão com álcool para fazer a limpeza da área;

2. Com uma agulha de insulina, limpa com álcool, faça um pequeno pique na planta da pata ou em algum dedo (de preferência o dedo voltado para trás) para produzir uma pequena gota de sangue.

3. Após o pique, encoste a parte do kit reservada para receber o sangue na área que se formou uma gotinha de sangue.

4. Normalmente 2 gotas são suficientes, não é necessário preencher completamente com sangue o círculo no kit;

5. Deixe o material secar À SOMBRA e NATURALMENTE por pelo menos 30 minutos. Para finalizar, dobre o kit nas marcações indicadas protegendo o material biológico.


Coleta alternativa de sangue utilizando penas com cartucho em crescimento:

1. Com a ave sob controle, retire 1 pena que contenha sangue em seu bulbo (cartucho) do rabo ou da asa da ave;

2. Utilize os dedos para fazer uma leve pressão próximo da raiz da pena e encoste o sangue na parte do kit reservada para receber o sangue;

3. Descarte a pena utilizada para coletar o sangue;

4. Deixe o material secar À SOMBRA e NATURALMENTE por pelo menos 30 minutos. Para finalizar, dobre o kit nas marcações indicadas protegendo o material biológico.


Observações importantes à todos os tipos de coleta:

  • É importante estar com as mãos limpas e lavá-las entre cada coleta;
  • Cuidado para não haver contaminação cruzada de amostras de aves diferentes, em cada kit deve ser coletado material de uma única ave;
  • No caso de coleta de sangue, a tesoura ou cortador de unhas utilizado deverá ser higienizado a cada coleta, evitando contaminação cruzada das amostras;
  • Penas caídas na gaiola não devem ser utilizadas como amostras, pois o DNA delas já se encontra degradado;
  • Evite tocar o bulbo das penas ou colocá-los em contato com a fita adesiva do kit, pois é nessa região que fica em contato com a pele da ave que se encontra o DNA,  evitando assim recoletas por motivo de DNA degradado;
  • Preencha corretamente todo o formulário de envio e assine os locais sinalizados.
  • O preenchimento incorreto, bem como a ausência de informações poderá acarretar atrasos ou a não realização dos exames pretendidos;


Acondicione os kits de coletas e o formulário de envio de amostras em um envelope e envie para AMPLIGEN BIOTECNOLOGIA: Av. Itororó, 405, Zona 02, CEP 87.010-460 – Maringá – Paraná.


Clique aqui para baixar nosso manual

ATÉ 6X S/JUROSPARA COMPRAS ACIMA DE R$300
FRETE GRÁTISNAS COMPRAS ACIMA DE R$590
RECEBEMOS AMOSTRASDE TODO O BRASIL
cadastre-se! Receba nossas novidades e ofertas em primeira mão.

CNPJ: 32.990.765/0001-02 Razão Social: Ampligen Biotecnologia LTDA - ME Endereço: Av. Itororó, 405 CEP 87010-460 - Zona 2, Maringá - Paraná

© 2019 Ampligen. Todos os direitos reservados.

Designed by       Powered by   1